Trilhas Sonoras Esquecidas: Astal

Trilha Sonora Astal

Tendo iniciado em uma época onde os jogos 3D eram os mais aguardados, Astal naturalmente foi deixado de lado nas prateleiras apenas por ser um tradicional platformer.
A aventura pode ser facilmente finalizada em poucas tentativas por jogadores não muito experientes, mas o jogo não se trata de um desafio ou de um produto que almeja reter a dedicação dos jogadores por longos períodos. A ideia aqui é trazer o melhor da arte visual em seus caprichados traços, acalmar o coração de qualquer ser vivo com suas variadas melodias e ainda envolver o jogador em seu particular e belíssimo universo.
Com um enredo, digamos, simples, bem como seu level design, Astal é curto e fácil, sem deixar de ser uma aventura única para quem aprecia cada detalhe de sua beleza. Eu pessoalmente joguei quando criança e ainda mantenho minha cópia deste game guardada (mas não tão preservada) e não é a sensação de nostalgia que me faz elogiar o game, mas sim o fato de que consigo notar o esforço de toda a equipe criativa, em especial suas músicas, que firmaram meu gosto por boa música. Abaixo mostro alguns exemplos desta trilha sonora que você provavelmente nunca escutou, mas que talvez descobrirá mais este “baú de tesouro” esquecido no tempo.

The Journey Begins


Astal segue a clássica regra dos games de mostrar a que vieram logo nos primeiros segundos. Aqui Astal deixa claro a magnanimidade que suas músicas podem alcançar. O cenário também contribui bastante para isso. A música com a qual você inicia sua jornada é orquestrada e lhe transmite enegia em cada nota executada. Uma bela composição, aliás.

Into de Darkness


Esta é a música da segunda fase e, assim como seu cenário, ela representa o exato oposto da primeira fase, ou seja, ela mostra o quanto o cenário e a melodia de Astal podem ser obscuros. O uso dos teclados para o fundo musical, adicionado de notas melódias de uma guitarra acústica, bem como um baixo e uma bateria mais calmos, contribuem para uma excelente atmosfera na fase.

Sea of Clouds


Um dos poucos desafios do game se encontra nesta fase. Nem é preciso comentar que mais uma vez Astal traz a excelência em seu cenário. A música continua com poucos elementos, mas inteligentemente utilizados. Cada um fazendo sua parte, desde os violoncelos servindo de base, passando pelos sintetizadores na tonalidade correta, adicionando alguns belos toques da guitarra e finalizando com maestria.

Glacial Rift


Mesmo os teclados acompanhados de um xilofone já conseguem criar uma bela melodia. Pode parecer suficiente, mas o compositor ousou acrescentar mais detalhes, incluindo ainda mais uma vez a guitarra que nunca faz mais do que o suficiente para apenas acrescentar mais riqueza à melodia.

Plains of Destiny


Vocais? Isso mesmo, vocais. Astal possui duas músicas cantadas (a de introdução e a dos créditos), mas apresenta vocais belíssimos em uma melodia envolvente, com excelente percussão e uma evolução fantástica. Note que cada melodia no game possui detalhes únicos. Um trabalho inigualável.

Adicionar a favoritos link permanente.
  • Gustavo Assunção

    Poxa Bruninho, você curte adicionar músicas à minha playlist, rs. Muito bom, fiquei interessado pelo jogo após ouvir essa bela trilha sonora.

    • http://canalmental.com.br/ Canal Mental

      Muito obrigado, Gustavo.
      Fico feliz em poder mostrar boa música às pessoas. Como citei no post, o game é fácil e bastante simples, então aconselho você procurar algum “longplay” do jogo em HD nos sites de compartilhamento de vídeo. Assim você já aprecia a riqueza artística dos cenários e das músicas de forma simples e rápida, mas claro que jogar por completo a aventura você mesmo seria uma experiência ainda melhor. =)

      Abraço,
      Lucas “Bruninho”.

      • Gustavo Assunção

        Ah, não há experiência melhor do que poder ter o controle do personagem e bom, eu ando sem muito pra jogar, então pode ser uma boa experiência nova. De qualquer forma, obrigado pela dica, Bruninho :D