Relíquias Sonoras do 8-bit

reliíquias-sonoras-8-bit
Com a popularização dos games, aos poucos eles foram sendo levados mais a sério e começando a ser desenvolvidos com mais profissionalismo, especialmente quando o mercado ganhou competitividade, que era pouca ou inexistente até a era dos consoles 8-bit. Em meio a guerra entre as produtoras de games, alguns títulos traziam excelentes conteúdos, seja na jogabilidade, seja na qualidade gráfica, seja na trilha sonora. Mesmo com as limitações de hardware dos consoles da época, alguns músicos foram capazes de produzir músicas de grande qualidade que são lembradas até hoje. Abaixo citamos alguns exemplos de jogos e séries dos consoles 8-bit que traziam ricas melodias.

Sonic

Desde sua criação em 1991, Sonic vem até hoje trazendo excelentes e variadas trilhas sonoras. Mesmo tendo sido lançado para o Sega Genesis inicialmente, a Sega compreendia o sucesso do ouriço azul e a necessidade de agradar os usuários de qualquer console da Sega, o que resultou em diversos jogos do que veio a ser o atual mascote da Sega, muitos deles feitos exclusivamente para os consoles 8-bit (Master System e Game Gear).

Sonic the Hedgehog – Scrap Brain:

Sonic the Hedgehog 2 – Green Hills:

Sonic the Hedgehog Triple Trouble – Sunset Park:

Streets of Rage

Streets of Rage foi outra aposta da Sega que funcionou muito bem no Genesis e despertou interesse da Sega em versões para seus consoles 8-bit. Se as composições de Yuzo Koshiro já tinham sido consideradas muito a frente de seu tempo já no Genesis, provavelmente elas também teriam sido igualmente elogiadas caso Streets of Rage tivesse sido criado já na época do Master System pois sua trilha sonora no 8-bit é impressionante.

Streets of Rage 2 – Go Straight:

Zillion

O anime Zillion foi lançado juntamente com o jogo. Seu tema principal “Pure Stone”, cantado em japonês, é de fato excelente no anime. Sendo de grande importância para o anime, esta música praticamente tinha a obrigação de estar no game, e o fez de forma magistral ainda no ano de 1987, ano de lançamento do game. Toda a sua trilha sonora, apesar de conter poucas músicas, é suficiente para agradar (e muito) as horas de jogo necessárias para se finalizar este clássico do Master System.

Zillion – Main theme (Pure Stone):

Alex Kidd

Não há como citar o Master System sem citar Alex Kidd, o primeiro mascote da Sega. Não apenas o personagem fazia da série muito especial mas também a trilha sonora de alguns de seus games, especialmente da ideia doida de misturar Shinobi (outra séria da Sega) com Alex Kidd, que no final acabou resultando em um dos melhores games do herói.

Alex Kidd in Miracle World – Swimming:

Alex Kidd in Shinobi World – Round 1

Pokémon

A vontade de qualquer criança que via alguém jogando o famoso Game Boy, o portátil da Nintendo, era de possuir este portátil, ainda que com um único game, pois qualquer pessoa, mesmo que não fosse criança mas gostasse de video-game, gostaria de jogar o sucesso da Nintendo: Pokémon. Até hoje o jogo acrescenta fãs e procura se renovar a cada novo lançamento. A trilha sonora de toda a série Pokémon sempre foi fenomenal desde o seu primeiro lançamento.

Pokémon Red/Blue/Yellow – Champion Blue:

Pokémon Crystal – Suicune:

Pokémon Trading Card Game – Club Leader:

Mega Man

Ainda que a América tenha conseguido estragar a capa do jogo, não ousaram interferir na trilha sonora de Mega Man. Sem nunca ter feito os fãs enjoarem da jogabilidade, Mega Man foi ganhando destaque no mercado de games e se manteve entre as maiores franquias de games até ser descontinuado pela Capcom.

Mega Man – Bomb Man:

Mega Man 2 – Dr. Willy Lab:

DuckTales

Qualquer “Top 10″ de músicas do Nintendinho citará DuckTales. A Capcom conseguiu fazer o pato mais ranzinza do mundo trazer tanta alegria para as pessoas quanto seus desenhos e quadrinhos da Disney. De tão nostalgico, o jogo recebeu uma versão remasterizada, lançada em 2013 para diversas plataformas, com as músicas clássicas remasterizadas por Jake Kaufman (Virt), mas também dando ao jogador a opção de escolher a trilha sonora original em 8-bit de Hiroshige Tonomura. Uma curiosidade, as músicas 8-bit da versão remasterizada não são as músicas contidas na versão clássica, mas sim composições trabalhadas de forma a se parecerem exatamente com elas. Deu muito certo, não?

DuckTales – Moon:

Puyo Puyo

O jogo pode ser “bobinho” (embora difícil) mas as músicas são trabalho de gente grande. Melodias originalmente lançadas para o Genesis, algumas inclusive debutando em Madou Monogatari (jogo que originou Puyo Puyo) mas que deram muito certo em consoles 8-bit (como o Game Gear e o Game Boy) fazem de Puyo Puyo (ou Puzlowkids, como era exibido o nome do jogo em Game Gears americanos) uma agradável ferramenta para ajudar a desestressar e passar o tempo.

Puyo Puyo – Final of Puyo Puyo:

Wonderboy

Mais conhecido no Brasil como a série de jogos da “Turma da Mônica”, alguns excelentes jogos foram lançados ainda para o Master System, acompanhados de excelentes trilhas sonoras. Vai dizer que você jogou o “jogo da Mônica” e depois não ficou cantarolando as músicas por aí?

Wonderboy III – Side-Crawler’s Dance:

Wonderboy in Monster Land – Castle:

Castlevania

O que parecia ser um simples jogo de caçadores de vampiros veio mostrando um potencial enorme a cada novo lançamento. Castlevania é um dos maiores legados da Konami e já no princípio mostrava músicas muito boas e que só foram melhorando. Algumas das músicas são tão adoradas que acabam ganhando novas versões em um ou outro jogo da série.

Castlevania – Vampire Killer:

Castlevania II – Bloody Tears:

Metroid

Trazendo uma atmosfera imersiva, Metroid sempre se destacou no cenário e na qualidade sonora que exibia a seus jogadores. Qualquer gamer “hardcore” que chegava a conhecer Metroid tão logo ficava maravilhado com o game. Presenciar um pouco do game ou apenas ouvir a música tranquilamente e não ter vontade de jogar chega a ser um desafio. A Nintendo definitivamente não teve medo de arriscar.

Metroid – Kraid’s Lair:

Metroid II The Return of Samus – Surface of SR388:

Y’s

RPGs no 8-bit são incomuns. Poucos são grandiosos como Dragon Quest, Final Fantasy ou Phantasy Star. Y’s foi um dos que ganhou leve destaque no cenário de games do gênero, a trilha sonora contribuiu para isso, e não era de se esperar menos, afinal, Yuzo Koshiro (também compositor da trilha sonora de Streets of Rage) trabalhou nas músicas deste game.

Y’s The Vanished Omens – First Step Toward Wars:

Zelda

Uma das séries que é motivo de orgulho para a Nintendo, Zelda nunca deixou de agradar os fãs, especialmente quando se trata de sua trilha sonora. Qualquer game da série, mesmo os antigos, chegam a arrepiar os jogadores, especialmente os lançados após o Nintendo 64, onde o instrumental dos consoles já era capaz de liberar toda a beleza contida neste classico.

Zelda – Overworld:

Zelda II – Great Temple:

Tetris

Basta ouvir as primeiras notas desta música e qualquer um saberá cantá-la até o final. Mesmo aparelhos “alternativos” (os brick games) muitas vezes também vinham com o clássico “Theme A” de Tetris, que se tornou um dos maiores ícones dos games.

Tetris – Theme A:

Super Mario Bros.

Não há quem não reconheça o baixinho bigodudo. Mario agradou fãs de todas as idades desde o início, se tornando inclusive um dos personagens mais famosos do mundo. Até hoje Mario sobrevive, e seus games sempre vendem muito bem. Lá na época onde tudo começou, suas músicas começavam a ganhar espaço no coração de cada novo jogador.

Super Mario Bros. – Overworld:

Super Mario Bros. 2 – Overworld:

Super Mario Bros. 3 – Overworld:

Adicionar a favoritos link permanente.