Por quanto tempo aguenta Fatal Labyrinth?

Fatal Labyrinth Header

Conhece o gênero “Roguelike”? Esse é o gênero de Fatal Labyrinth, um game criado pela Sega. O jogo consiste em um herói, sem identidade definida, que precisa adentrar uma torre e subir até o último andar na esperança de derrotar um terrível dragão que aterroriza a vila logo abaixo dela. Quase tudo neste game é aleatório. O layout do labirinto de cada andar é gerado aleatoriamente, bem como os atributos adquiridos ao subir de nível, entre outras coisas.

Fatal Labyrinth Header

O interessante deste jogo é o fato das músicas durarem poucos segundos. A cada dez andares do labirinto, a música muda. Os combates do jogo são em tempo real, portanto, as músicas não mudam conforme você caminha pelo labirinto, passar por um andar, no entanto, pode ser uma atividade bastante demorada, e passar por dez andares inteiros pode levar quase uma hora inteira! Ainda assim, será que o jogo consegue, com músicas curtas, envolver o jogador e não fazê-lo enjoar rapidamente? Veja abaixo.

Main Theme

O Tema principal, que introduz o jogador ao jogo, é uma bela composição, contendo um doce piano acompanhado por suaves acordes do baixo. Assim como as demais músicas do game, esta também não é muito longa, contendo menos de meio minuto.

 

Andares 1-9

O baixo acaba sendo o principal elemento desta música. Apesar de curta, é uma das mais longas do jogo. Ela não é uma música muito interessante, mas ao menos não enjoa rápido.

 

Andares 10-19

A melhor das composições entre os andares, também sendo a mais curta, com quase 9 segundos de duração! Pode uma música tão curta ser tão boa e não ser enjoativa? Pode sim! Esta música deixa o jogador em uma vibe muito bacana, por ser mais agitada.

 

Andares 20-29

Já quase alcançando o final do jogo. Outra música incrivelmente curta, mas não tão empolgante quanto a anterior. Os graves estão soterrados pelo insistente sintetizador que toma a frente na música. Por ser tocada nos momentos finais do game (já que a torre possui 30 andares), ser uma composição mais obscura foi uma ótima decisão, mas a música em si não é de muito agrado.

 

Andar 30

O último andar antes de alcançar o topo da torre. A música é boa e sua repetição não desagrada, ainda mais pelo fato de ser tocada por poucos minutos, já que se passa no último andar.

 

Final Boss

O terrível dragão é enfrentado com esta música ao fundo. Uma boa escolha, por sinal, embora não seja uma composição grandiosa. Ela será tocada durante todo o combate, e seu rítmo vai deixá-lo em pânico durante a luta contra o boss, especialmente pelo fato de você não querer ver o protagonista tendo que passar por toda a torre caso queira tentar novamente, já que Fatal Labyrinth não possui um sistema de “save game”.

 

Créditos

A recompensa para quem for capaz de derrotar o chefe final é a conclusão da história, a exibição das cenas finais e “um relatório” dos funcionários envolvidos na criação do game, a famosa tela de “créditos”, acompanhada por uma música tranquila mas que não foi capaz de superar a música que dá início ao jogo. Uma composição regular, sem grandes considerações a serem feitas. Acredito que se o som do sintetizador fosse diferente, a composição seria melhor, mas o Mega Drive é conhecido por ser o console que não apresenta um bom instrumental em muitos casos…

 

A trilha sonora de Fatal Labyrinth é regular. Não podemos deixar de notar que as músicas são curtas mas também não são ruins e nem enjoam rápido. Para um jogo como Fatal Labyrinth, o ideal seria ter longas composições, já que as músicas se estendem por longos períodos até que o jogador consiga avançar uma dezena de andares. Nos jRPGs (por exemplo), mesmo com lutas aleatórias aparecendo a cada cinco segundos se o personagem estiver caminhando no mapa, os músicos ainda se esforçam para trazer incríveis composições, que muitas vezes obrigam os jogadores a ficarem parados no mapa para poder apreciar a música, enquanto que em Fatal Labyrinth nem os efeitos sonoros incomodam a música e ainda assim ela se limita a poucos segundos. Estranho, não? O que você pensa sobre isso? Escreva aqui nos comentários o que acha disso tudo.

Adicionar a favoritos link permanente.
  • Daniel Spacof

    É engraçado como as músicas do Mega Drive, tem “cara de Mega Drive”, como falamos no Mental Cast, a limitação do hardware de som acabou criando uma identidade sonora para o console. Sobre as músicas do Fatal Labyrinth, a repetição não me incomoda, este estilo era algo normal para época, acredito que esta músicas casam bem com o ambiente do jogo.